21 Agosto 2017
Página inicial / Canais / Academia
Lídia Jorge recebe Prémio Vergílio Ferreira 2015

Foi com visível emoção que a escritora Lídia Jorge se dirigiu aos presentes durante a entrega do Prémio Vergílio Ferreira, a 5 de Março, na Universidade de Évora (UE). Uma cerimónia celebrada num ambiente acolhedor e propício para a proximidade, como próximos eram a galardoada e Vergílio Ferreira, em que a evocação da memória do escritor de “Aparição” foi uma constante.

Em declarações prestadas durante a manhã, na Sessão Aberta em que participaram a própria Lídia Jorge e os escritores Fernando Pinto do Amaral e Eduardo Lourenço, - estes últimos, membros do Júri – a escritora já havia manifestado a sua “surpresa e comoção pela enorme carga simbólica que este prémio representa” para si.

Lídia Jorge, a 19ª escritora galardoada por este prémio instituído pela UE em 1996, ano da morte do autor que lhe dá nome, e atribuído pela primeira vez em 1997, é, nas palavras do Presidente do Júri, Antonio Sáez Delgado, “uma figura incontornável no panorama literário e da Lusofonia, por ser uma renovadora do género romance, com uma longa trajetória, com obras fundamentais para o imaginário cultural atual como “A Costa dos Murmúrios” ou o mais recente “Os Memoráveis”, reunindo todas as condições para este galardão”.

A cerimónia contou também com a presença assídua do descendente de Vergílio Ferreira, com o mesmo nome, e de Pilar del Rio, amiga pessoal de Lídia Jorge e viúva de José Saramago, também ele galardoado com o título Honoris Causa pela Universidade de Évora.

Durante a sua intervenção na sessão de atribuição do prémio, a Reitora da UE, Professora Ana Costa Freitas, após agradecer ao júri e felicitar a escritora, lançou o desafio à Academia de se organizar “um grande congresso internacional sobre o homem, o escritor e a sua obra para o próximo ano, em que se cumprem 100 anos sobre o nascimento de Vergílio Ferreira e 20 sobre a atribuição do Prémio.

Publicado em 06.03.2015