21 Agosto 2017
Página inicial / Canais / Academia
Sharing History: Um museu online

Decorreu no dia 15 de julho no Amphiteatro de Chimica da Escola Politécnica, hoje espaço do Museu Nacional de História Natural e da Ciência (MUHNAC - Universidade de Lisboa) a apresentação do museu online Sharing History, dedicado às relações históricas entre o mundo árabe-otomano e a Europa, entre 1815 e 1918.

A abertura da sessão coube a José Pedro Sousa Dias, Diretor do MUHNAC, que como anfitrião deu as boas-vindas, ao qual se seguiu a apresentação do projeto, pela coordenadora em Portugal e vice-presidente do Museu Sem Fronteiras (MWFN, na sigla em inglês), Cristina Correia, cuja comunicação teve o título “MWFN - Perfil e Sharing History: 1815 - 1918 - abordagem internacional”.

“Uma visão de História comparada, transnacional e interdisciplinar” foi o título da intervenção de Maria Ana Bernardo e de Fernando Branco, pelo Departamento de História da UE, tendo a sessão terminado com a intervenção de Inês Secca Ruivo, Pró-Reitora da Universidade de Évora.

O Museu e as exposições virtuais Sharing History centram-se nas relações históricas entre o mundo árabe-otomano e a Europa, entre 1815 e 1918. Período complexo, foi também essencial para o crescimento e a expansão da indústria, bem como para a formação dos impérios coloniais na África do Norte e no Médio Oriente, até ao final da Grande Guerra. Mais de um século de história comum e partilhada, cujas opções ainda hoje marcam as relações entre os povos e as Nações.

Para descobrir as relações entre o mundo árabe-otomano e a Europa, ao longo do período em causa, que abrange o século XIX e a primeira década do século XX, estão disponíveis várias opções:

•             Dez Exposições temáticas centradas nos temas fundamentais ilustrativos das múltiplas interações entre o mundo árabe-otomano e a Europa. Cada exposição apresenta uma variedade considerável de documentação selecionada pelo conjunto dos vários países participantes: documentos, registos fotográficos históricos, obras de arte, peças arqueológicas, objetos do quotidiano, imagens de monumentos… Paralelamente, numerosos textos informativos apelam à curiosidade e ao interesse de cada leitor-visitante.

•             Uma Base de Dados interativa que fornece informação sobre cerca de 3000 itens, incluindo os que integram as dez Exposições virtuais.

•             Nas Coleções, os utilizadores podem ver a documentação fornecida por cada um dos países parceiros ou consultar a documentação disponibilizada pela Base de Dados relativamente a cada uma das Exposições.

•             Uma Cronologia temática e um breve Perfil Histórico de cada um dos países parceiros enriquecem o conjunto da informação disponível.

•             O Contexto Histórico faculta informações sobre as três perspetivas específicas do período abordado: a árabe, a otomana e a europeia.

•             A Minha Coleção permite organizar a escolha das peças e formar coleções personalizadas, e, em seguida, expô-las com a ajuda da rubrica a Minha Exposição.

•             Parceiros disponibiliza informações úteis sobre as instituições e as entidades que colaboraram no projeto.

Erguida sob a égide do partenariado entre o MWNF e a Liga dos Estados Árabes, a exposição virtual Sharing History propõe-se contribuir para um mais perfeito conhecimento da História e do património cultural do mundo árabe. Autofinanciada pelos países parceiros, beneficiou de dois outros importantes contributos, do Sharjah Museums Department e da Yasr University Izmir, bem como de patrocínios oficiais do Ministério dos Negócios Estrangeiros, da Educação e da Cultura da Áustria. Em Portugal, a Universidade de Évora foi o parceiro-líder do processo.

Cerca de duas dezenas de países aderiram a este projeto. O sítio web www.shareinghistory.org  é fruto da colaboração entre todos, com o objetivo de tornar o conhecimento da nossa História comum tão atrativo como educativo.

Peritos e investigadores do mundo árabe, da Turquia e da Europa analisaram, em conjunto, a origem e as consequências de acontecimentos-chave na História dos respetivos países, a que somaram os seus próprios pontos de vista. Dois anos de investigação, de recolha de documentação e de trabalho coletivo, permitiram, pela primeira vez, fazer convergir num olhar, numa interpretação única, um período histórico determinante para entender o presente e dar-lhe visibilidade pública, através do património artístico e cultural.

O museu pode ser visitado em www.shareinghistory.org  .

Publicado em 17.07.2015