21 Setembro 2017
Página inicial / Canais / Academia
Universidade Popular Túlio Espanca comemora oitavo aniversário

A Universidade Popular Túlio Espanca comemora o seu oitavo aniversário. Para assinalar a data, decorreu hoje, dia 17 de maio, no Colégio Luís António Verney, as cerimónias oficias, reunindo responsáveis e alunos dos Pólos de Alandroal, Canaviais, Portel, São Miguel de Machede e de Viana do Alentejo.

Ana Costa Freitas, Reitora da UÉ aproveitou a ocasião para anunciar, “a abertura de mais um Pólo” desta vez, na vila alentejana de Barrancos, “cuja inauguração terá lugar muito em breve”. Dirigindo-se a uma plateia essencialmente composta por alunos seniores, fez questão de frisar que são os alunos “a principal razão de ser de uma Universidade”.

Criada em 2009, sob coordenação científica e pedagógica de Bravo Nico, Professor do Departamento de Pedagogia e Educação da UÉ, a Túlio Espanca, tem vindo a promover ao longo destes oito anos, projetos e atividades de Educação não Formal dirigidas a toda a população do Alentejo, de forma integrada com as autarquias e diversas instituições da sociedade civil, o que valeu o elogio da Reitora, ao considerar este projeto “fundamental” para a região.

Para Ana Costa Freitas, o trabalho desta Universidade é extremamente meritório, “hoje fala-se muito em envelhecimento ativo, com associação imediata à prática desportiva”, mas este conceito “é mais abrangente: diz respeito a manter também a mente ativa, contribuindo assim para a manutenção de uma vida mais saudável, de forma integrada – corpo e mente - e uma maior qualidade de vida”, evidencia. De fato, o “conhecimento” e a “educação” são condições fundamentais para um “maior bem-estar” da sociedade, que “nos fazem viver cada dia de forma diferente”.

Ciente da responsabilidade que uma “Universidade pública” deverá ter para com a sociedade, a Reitora da Academia alentejana, refere ser missão da UÉ, “levar a educação e o conhecimento a todos os segmentos da população”, endereçado no final da sessão “os parabéns a todos os alunos da Universidade Túlio Espanca pelo entusiamo, pela recetividade”.

Na opinião de Bravo Nico, Diretor Universidade Popular Túlio Espanca, este projeto “tem dado frutos, comprovados pelos vários Pólos e pelos muitos alunos que o integram”, congratulando-se pelo 8º aniversário desta Universidade.

Foram ainda apresentadas por investigadores da UÉ, diversas ações de cariz científico-culturais, nomeadamente por Margarida Figueiredo, Professora do Departamento de Química, com a aula “As cores da Química”, ou por António Ricardo Mira, Professor de Pedagogia e Educação, com uma aula dedicada à “Comunicação Não-Verbal”, entre outros momentos de confraternização entre os participantes.

Publicado em 17.05.2017