21 Setembro 2017
Página inicial / Canais / Academia
Lançada Agenda Ibérica do Conhecimento

As universidades ibéricas apresentaram, pela primeira vez, uma agenda comum na área do ensino e do conhecimento. A Agenda Ibérica do Conhecimento e Ensino Superior (AICES), acordada entre os Conselhos de Reitores de ambos os países (CRUP e a CRUE), foi aprovada na cimeira de Reitores que decorreu nos dias 28 e 29 de maio em Vila Real. O Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Portugal, Manuel Heitor, esteve presente na reunião de dia 28 de maio, onde foi apresentada a versão final do documento que visa reforçar a cooperação entre Espanha-Portugal nos domínios da ciência e do ensino superior.

Crê-se que esta Agenda Ibérica do Conhecimento poderá vir a ter alguma tradução nas declarações finais da Cimeira Ibérica e tanto este documento como a posição conjunta do CRUE e do CRUP sobre o próximo programa Quadro, FP9, serão apresentados ao Comissário Carlos Moedas e ao Parlamento Europeu no próximo dia 6 de Junho em Bruxelas.

Ana Costa Freitas, Reitora da UÉ, considera que “este é um momento crucial em termos da cooperação ibérica. Não só consolida uma cooperação histórica entre os dois países, como contribui, inequivocamente, para destacar e reforçar internacionalmente a posição das instituições de ensino superior ibéricas, com repercussões no Sistema de Investigação e Inovação em Portugal”.

Estruturada em torno de mais de 50 medidas, a Agenda reflecte uma estratégia conjunta às Universidades, que pretende responder ao contexto atual das instituições de ensino superior espanholas e portuguesas e que reforça os exercícios conjuntos desenvolvidos nos últimos anos. Estão previstas, entre outras medidas, a criação de cursos/graus conjuntos entre Universidades ibéricas, o incentivo a mais cursos com dupla titulação, a promoção de mecanismos ágeis de reconhecimento de graus e diplomas, bem como a criação de mecanismos para acreditação única.

Os próximos passos para operacionalização desta Agenda bilateral são a criação de um Programa Ibérico de Ciência e Inovação e de um Plano de Ação Conjunta que defina áreas estratégicas. Ficou para já assente que as questões Atlânticas e o Mediterrâneo são prioritários e de interesse comum. Foi igualmente acordada a criação de um Roteiro de Infraestruturas que permita a partilha e uso de grandes infraestruturas e equipamentos científicos, bem como a criação de um roadmap ibérico, para novas infraestruturas de investigação. Outro ponto crucial é o reforço do emprego científico, estando previsto o lançamento de um programa conjunto de Renovação, Retenção e Recuperação de talento.

Recorde-se que o CRUP é uma entidade de coordenação do ensino universitário em Portugal e integra como membros efetivos o conjunto das universidades públicas e a Universidade Católica Portuguesa, num total de 15 instituições. O CRUE reúne um total de 76 universidades espanholas, sendo 50 delas públicas e as restantes 26 instituições de ensino privadas.

 

Publicado em 30.05.2017