21 Setembro 2017
Página inicial / Canais / Academia
1.º Congresso Internacional de Redes Sociais na Universidade de Évora

Foi ao som da guitarra clássica, tocada pelos alunos Nuno Jesus e João Robim da Escola de Artes da Universidade de Évora, que arrancou o primeiro Congresso Internacional de Redes Sociais. Durante os dias 1 e 2 de junho, a Universidade de Évora, reuniu diversos investigadores, técnicos, alunos e especialistas que desenvolvem a sua atividade no quadro das redes sociais. A sessão de abertura contou com a presença de Ana Costa Freitas, Reitora da Universidade de Évora, Élia Mira, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Évora, Saudade Baltazar, em representação do Diretor do CICS.NOVA e de Joaquim Fialho, Comissão Organizadora.

A Reitora da UÉ começou por dar as “boas vindas” aos muitos participantes deste Congresso, considerando na sessão de abertura, que a “discussão e a investigação académica sobre este tema, nomeadamente sobre abordagens metodológicas e disciplinares, é altamente relevante”, deixando ainda os parabéns aos organizadores da iniciativa, considerada “fundamental”, no estabelecimento de um espaço de “diálogo entre pares”.

Na sua intervenção, Élia Mira, salientou a importância do evento, ao permitir “um olhar académico sobre as multidisciplinaridades das redes sociais e metodologias de intervenção”, uma vez que “a intervenção social assume um papel preponderante”, e a par de outras áreas, deve possibilitar a criação de “espaços de diálogo” privilegiando o “trabalho em rede”.

Por sua vez, Joaquim Fialho revelou-se “satisfeito” e até “surpreendido” pela quantidade de propostas recebidas, “mais de cem, vindas de todo o mundo”, sublinha. Destas, foram selecionadas “cerca de 80”, contando ainda com duas mesas temáticas de “excelência”, que reunirem o “melhor que se faz na análise de redes sociais e intervenção em rede”. No final da sua intervenção, deixa a intenção que este primeiro encontro represente a “pedra de toque” para futuros congressos internacionais sobre redes sociais.

A conferência de abertura ficou a cargo de Idália Serrão, Secretária da Assembleia da República e ex-Secretária de Estado Adjunta e da Reabilitação, com o título “Desafios da intervenção social em rede”, seguindo-se dois dias de apresentação de comunicações, painéis temáticos e apresentação de posters. Para Saudade Bastazar, estes dois dias são “plenos de aprendizagem e explicação prática deste conceito”, e trabalhado em rede “possa permitir outros congressos internacionais”.

Publicado em 05.06.2017