Home / Canais / Academia
VALBIOTECCYNARA
Cardo, uma planta na produção de queijo e em aplicações farmacêuticas

O I Simpósio Nacional de Valorização do Cardo decorre em simultâneo com o Seminário de Encerramento do Projeto ValBioTecCynara, nos dias 5 e 6 de dezembro 2018 no Instituto Politécnico de Beja, com envolvimento da Universidade de Évora (UÉ).

Com o objetivo de promover e divulgar o conhecimento científico e tecnológico em torno da valorização económica do Cardo, resultante da cooperação entre instituições de I&D nacionais e internacionais e o setor produtivo, esta iniciativa tem como tema a “Bioeconomia em torno do Cardo”, dando especial destaque não apenas à flor e à folha, mas também à potencial valorização económica da planta como um todo. 

Olhando para as diversas dimensões de abordagem do Cardo, Ana Costa Freitas, Reitora da Universidade de Évora refere que “estamos a trabalhar para um futuro sustentável para este território, onde, partindo de práticas ancestrais, tornamos viável a utilização económica da planta, dando mais um passo no caminho da sustentabilidade”. Recorda, neste âmbito, o trabalho desenvolvido pela UÉ “seja ao nível da influência nas culturas que determinam a paisagem deste território, como o montado, a vinha ou olival, ou mesmo na integração das práticas associadas a estes sistemas, com objetivos de preservação da paisagem”.

O ValBioTecCynara estudou o uso do Cardo (Cynara cardunculus) na produção de queijo e em aplicações farmacêuticas, tendo sido destacado na publicação "Technological Approaches for Novel Applications in Dairy Processing". É aqui referido que “a avaliação da diversidade genética, química e biológica das populações naturais de C. cardunculus também promoverá uma valorização económica mais ampla, acrescentando novas aplicações biotecnológicas às atividades tradicionais”.

Financiado pelo Programa Alentejo 2020, no âmbito do Sistema de Apoio à Investigação Científica e Tecnológica, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) em aproximadamente   700 mil euros, o projeto ValBiotecCynara – “Valorização económica do Cardo (Cynara cardunculus): estudo da sua variabilidade natural e suas aplicações biotecnológicas”, é liderado pelo Centro de Biotecnologia Agrícola e Agroalimentar do Alentejo (CEBAL), em parceria com seis entidades do Sistema Cientifico e Tecnológico Nacional (SCTN), nomeadamente a Universidade de Évora, Instituto Politécnico de Beja, Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, Universidade de Aveiro, Faculdade de Ciências e Tecnologia/Universidade Nova de Lisboa e Universidade Católica Portuguesa: Instituto de Ciências da Saúde.

Publicado em 06.12.2018