21 Setembro 2017
Página inicial / Canais / Ciência
Convento da Arrábida
Foto: dr
Planeamento da Conservação para o Século XXI em discussão na Arrábida

Decorre entre os dias 16 e 19 de maio, no Convento da Arrábida, o workshop Conservation Planning for the 21st Century. Um encontro promovido pelo Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos (CIBIO-UÉ) e a Cátedra Rui Nabeiro Biodiversidade da Universidade de Évora, em que se pretende discutir as práticas científicas dedicadas à gestão e à conservação da biodiversidade e como as metodologias científicas podem auxiliar nas decisões políticas sobre o tema.

Neste encontro participam diversos investigadores conhecidos na área da conservação da biodiversidade, oriundos dos quatro cantos do mundo - Portugal, EUA, África do Sul, Austrália, Reino Unido e Países Baixos.

O evento realiza-se no âmbito do projeto “Conservação da Biodiversidade num Mundo em Mudanças”, financiado pelo InAlentejo/FEDER, com o grande objetivo de discutir como a priorização espacial da conservação pode ser incluída nas iniciativas internacionais para a conservação da biodiversidade, nomeadamente no quadro do recém-constituído Painel Intergovernamental para a Biodiversidade e Serviços do Ecossistemas.

O workshop conta com a participação de 14 investigadores de todo o mundo, entre os quais o Dr. Miguel Araújo, coordenador do CIBIO-UÉ, investigador do CSIC Museu de Ciências Naturais de Madrid e Professor do Imperial College de Londres, o Dr. Lee Hannah, investigador da Conservation International e professor da Universidade da Califórnia, o Dr. Hugh Possingham, director do Centro de Excelência para Decisões Ambientais, na Austrália, e o Dr. Neil Burgess, investigador da WWF e professor da Universidade de Copenhaga.

Por volta dos anos 2000, a Conservation International organizou uma série de workshops para discutir a interface entre as alterações climáticas e as metodologias de priorização espacial de áreas para a conservação da biodiversidade. Estes workshops tiveram lugar em Montpellier, Évora e Cidade do Cabo e, ao longo dos mais de 10 anos passados desde a sua realização, diversos artigos científicos de impacto foram publicados inspirados nas suas sugestões programáticas. Alguns investigadores pensam que as agendas definidas então foram cumpridas e que é necessário identificar novas direções a seguir. Um dos principais temas a ser discutido é que apesar do avanço nas áreas conceituais e analíticas, continua a existir uma desconexão entre a ciência do planeamento para a conservação e a real aplicação dos resultados obtidos. Assim, levanta-se a questão da necessidade de se desenvolverem abordagens mais realistas, contando, por exemplo, com fatores sócio-económicos, ou com a possibilidade de um investimento maior ao nível da tradução das metodologias científicas numa linguagem percetível para gestores e decisores políticos.

Sobre a Cátedra Rui Nabeiro Biodiversidade

Sobre o CIBIO-UÉ

 

Em anexo o programa do evento.

JS | UELINE

Publicado em 15.05.2014