Home / Prémios & Distinções
Fonte: Tese de Mestrado de David Mateus
Prémio de Mestrado em Ecologia dos Sistemas Aquáticos para David Mateus

David Mateus, bolseiro de investigação no CIEMAR, galardoado com o "Prémio de Mestrado em Ecologia dos Sistemas Aquáticos SPECO - MARE", pela tese de mestrado realizada em 2017 com o título "Variabilidade espacial e temporal do recrutamento de Pollicipes pollicipes na região de Sines".

A realização do trabalho agora premiado, segundo o investigador, possibilitou “obter recrutamento de percebe num substrato artificial novo (“barticle”); obter a variação temporal do recrutamento de percebe em “barticles” e em conspecíficos; estudar índices de recrutamento em “barticles” e em conspecíficos e definir a época de recrutamento utilizando cada índice; estudar a estrutura dimensional dos juvenis fixos em “barticles” e em conspecíficos; relacionar o recrutamento de percebe com variáveis ambientais; estudar a variação espacial e temporal da disponibilidade larvar de percebe” bem como aprofundar o estudo da “variação espacial do recrutamento de percebe em locais com acentuada variação de exposição ao hidrodinamismo e de abundância de percebes”.

Os resultados entretanto obtidos “têm aplicação direta em estudos sobre a monitorização do recrutamento do percebe” sublinha o investigador. Por outro lado, “o conhecimento obtido através da utilização dos “barticles” pode ter aplicações práticas em conservação e recuperação de populações exploradas de percebe, bem como em aquacultura de percebes, utilizando os “barticles” como substrato de fixação larvar”.

A tese de mestre em Biologia Marinha foi realizada sob a orientação científica de Henrique Queiroga, professor do Departamento de Biologia da Universidade de Aveiro, Teresa Cruz, professora do Departamento de Biologia da Universidade de Évora e de David Jacinto, investigador do MARE - Centro de Ciência do Mar e do Ambiente, Universidade de Évora.

O concurso pretende premiar trabalhos de investigação de âmbito ecológico desenvolvidos em todo o tipo de sistemas aquáticos, naturais ou artificiais, incluídos, quer em meio dulciaquícola, quer em meio salobro ou marinho. Engloba, assim, águas subterrâneas, rios e ribeiros, lagos, albufeiras, canais, paúis, estuários, lagoas e rias, zonas marinhas costeiras e águas oceânicas abertas e profundas. Podem incidir sobre aspectos ecológicos a diferentes níveis da organização dos seres vivos, desde o ecossistema, à comunidade, espécie, população ou mesmo a níveis inferiores de organização dos seres vivos, e sua relação com as condicionantes ambientais.

A atribuição do prémio será feita no âmbito do 17º Encontro Nacional de Ecologia, numa sessão que terá início às 16h30 de 16 de Novembro, na Universidade de Évora.

Publicado em 15.11.2018