Home / Canais / Academia
UÉ pretende capacitar Universidades Líbias na área das energias renováveis

O projeto "Building capacity in Renewable and sustAINable ENErgy for Libya" (ENBRAIN) com participação da Universidade de Évora (UÉ), pretende capacitar Universidades Líbias na área das energias renováveis e sustentabilidade.

Pierluigi Leone, coordenador do projeto, salientou durante a reunião do projeto que decorreu nos dias 26 e 27 de fevereiro na Universidade de Évora, que o continente africano “é crucial para enfrentar o desafio energético mundial, uma vez que os principais objetivos globais de energia, clima e sustentabilidade dependem fortemente do futuro dessa região”, concretamente a Líbia, tem “enorme potencial para energia renovável”, principalmente a energia solar, registando este país, uma média de 2200 kWh/m2 e 3500 horas de luz solar por ano.

Os investigadores pretendem desta forma capacitar as Universidades Líbias com instrumentos para a formação avançada na área das Renováveis, considerando que o mundo ainda está relutante em tomar ações mais concretas e empenhadas, nomeadamente na formação superior em áreas relacionadas com as energias renováveis e sustentabilidade, discutindo nesta reunião os cursos relacionados com energias renováveis já presentes nas universidades da Líbia; as áreas focais para o Ensino Superior em Energias Renováveis; Elaboração de uma lista provisória de novos cursos a serem desenvolvidos dentro do projeto, elaborando uma lista de tópicos MOOC (Massive Open Online Courses).

A reunião contemplou ainda uma visita ao Colégio Espírito Santo e às instalações da Cátedra Energias Renováveis na Herdade da Mitra, nomeadamente a EMSP (Évora Molten Salt Platform), PECS (Plataforma de Ensaio de Concentradores Solares) e Sistemas Fotovoltaicos com Armazenamento em Baterias.

O ENBRAIN é um projecto ERASMUS + na actividade Key Action 2 (KA2): Cooperation for innovation and the exchange of good practices - Capacity building in the field of higher education, liderado pela Politécnico de Turim, tendo como parceiros, para além da Universidade de Évora, a UNIMED (União das Universidades do Mediterrâneo), a Universidade de Barcelona, a Universidade de Tripoli, a Universidade de Zawia, a Universidade de Misurata, a Universidade de Sirte e a Universidade de Sebha.

 

Publicado em 06.03.2019