Home / Canais / Academia
Lançamento da iniciativa “Km0 Évora” com participação da UÉ

A Universidade de Évora (UÉ) assinou no dia 08 de março, nos Paços do Concelho de Évora, um protocolo entre várias entidades para a formalização da inicativa Km0 que pretende promover a economia local ao estimular a circulação económica dentro da comunidade.

O Km0 é um conceito com origem em Itália, significa que os alimentos são consumidos a pouca distância do local onde são produzidos. Este conceito tem-se espalhado pelo mundo na defesa da produção local, da restauração de qualidade, da autenticidade dos alimentos e da identidade dos territórios. 

A iniciativa em Évora pretende também estimular a produção familiar local e aumentar o consumo de produtos alimentares produzidos localmente, ao longo das estações e reveladores do carácter da região, fomentar a diminuição da pegada ecológica alimentar, reduzindo a energia necessária para que os produtos alimentares cheguem do produtor ao consumidor, contribuir para a soberania alimentar mantendo o saber fazer e a capacidade de produção local e diminuindo o grau de dependência alimentar externa e preservar as variedades locais e regionais e a biodiversidade associada aos sistemas agrícolas.

No concelho de Évora, a Universidade de Évora ficará responsável pela gestão de redes de contactos e acompanhamento dos produtores, nomeadamente no apoio ao trabalho de certificação e monitorização da iniciativa no seu conjunto, contando com a “experiência e saber” do Instituto de Ciências Agrárias e Ambientais Mediterrânicas (ICAAM) da UÉ, sublinha Ausenda de Cáceres Balbino, Vice-Reitora da UÉ, que considera este projeto “muito importante para dinamizar e economia local e regional tendo em conta a diversidade dos produtos locais da região”.

Estão envolvidas na iniciativa para além da Universidade de Évora, as seguintes entidades: Associação Comercial do Distrito de Évora, Turismo do Alentejo, Câmara Municipal de Évora, Fundação Alentejo, GESAMB, Slow Food Alentejo e Centro de Formação Profissional do IEFP, podendo envolver outras entidades interessadas na promoção deste conceito.

Após a assinatura deste protocolo os operadores da cadeia de valor interessados em participar na iniciativa Km0 - produtores, transformadores, lojas e restauração  - podem dar início ao processo de certificação e passam a utilizar a marca Km0, obtendo, desta forma, uma maior visibilidade e diferenciação junto dos consumidores.

Publicado em 11.03.2019