Home / Canais / Academia
UÉ reforça parcerias com meio empresarial

A cooperação e o intercâmbio científico, técnico e cultural com instituições congéneres nacionais e internacionais constitui uma das áreas estratégicas da Universidade de Évora (UÉ).

Esta aposta tem vindo a crescer nos últimos anos, com a participação em projetos e infraestruturas científicas europeias de investigação, ações de mobilidade de estudantes, docentes e não docentes, bem como através do estabelecimento de protocolos e parcerias firmadas nos diferentes domínios de ação desta Universidade.

A Reitora da Universidade de Évora, Ana Costa Freitas, faz notar que a Universidade “tem vindo desde sempre a assumir o seu papel de ligação com a região e com país, conciliando uma necessidade identificada numa região que apresenta desafios enormes, com o Know How, massa crítica e capacidade científica” da Universidade que dirige. O estabelecimento de parcerias, nacionais e internacionais, têm permitido contribuir para que a UÉ esteja a “ganhar escala e dimensão”, em várias áreas, aliadas a uma “dinâmica da universidade, aos investigadores e docentes que dela fazem parte e que com ela têm crescido”, considera Ana Costa Freitas

“Todo o impacto que a universidade assume no desenvolvimento da região e na coesão territorial, é muito importante a nível nacional”, destacou ainda a Reitora da UÉ por ocasião da visita de uma delegação da Volkswagen Autoeuropa, no dia 3 de outubro, à Molten Salt Plataform, infraestrutura na área das Energias Renováveis, instalada no Polo da Mitra da UÉ.

Esta estratégia de cooperação com o tecido empresarial, tem vindo a ser promovida através de processos de colaboração com diversas empresas em várias áreas, entre elas, a Capgemini Portugal, uma subsidiária do Grupo Capgemini, líder mundial em serviços de consultoria, tecnologia e outsourcing, presente em Portugal há mais de 20 anos e, que se instalou em Évora, no âmbito de uma parceria entre a empresa, a AICEP e o IEFP, a nível de organismos centrais, e de um forte envolvimento entre a Universidade de Évora e da Câmara Municipal de Évora, bem como do PACT - Parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia, entre outras entidades regionais.

Ainda neste âmbito, a Reitora recordou a “forte e duradoura ligação” entre a academia alentejana e o Grupo Nabeiro,  recentemente reforçada num encontro de trabalho com o responsável da Diverge - Centro de Inovação e Desenvolvimento, cujo programa de inovação ‘DisrUPtion’ tem o objetivo de desafiar as startups nacionais e internacionais a apresentar ideias que acrescentem valor à empresa de Campo Maior.

A excelência do ensino e da investigação aliada a uma forte componente de extensão universitária, com uma ampla rede de ligações a empresas e organizações nacionais e internacionais tem constituído a estratégia de crescimento e desenvolvimento de uma instituição de ensino superior portuguesa que tem vindo a ser consecutivamente reconhecida e premiada internacionalmente.

Publicado em 04.10.2019