Home / Canais / Academia
Nova espécie de lagarto descoberta por Mariana Marques

Mariana Marques, bióloga e investigadora, Mestre em Biologia da Conservação pela Universidade de Évora descobriu uma nova espécie de lagarto, o lagarto-espinhoso-de-N’Dolondolo, no âmbito de expedições que tem efetuado em Angola.

Esta nova espécie de lagarto (Cordylus phonolithos) mede 138 milímetros (do focinho à ponta da cauda), apresenta tons castanhos alaranjados e um corpo achatado e robusto, mas bastante leve. De cabeça triangular e achatada, coberta com grandes escamas espinhosas, este lagarto pertence à família Cordylidae, endémica da África Subsariana, e inserido no género Cordylus.

A descoberta aconteceu quando estudava os Inselbergs ou “ilhas-montanhas” do Sudoeste-de-África avançou a bióloga em declarações à Wilder. A Serra da Neve, na província do Namibe, Sudoeste de Angola, foi um dos locais visitados nas suas expedições pelo “seu desconhecimento, natureza única e elevada diversidade biológica”.

“Foi durante a primeira expedição que esta espécie foi encontrada na área do N’Dolondolo na base da Serra da Neve, no interior de uma fenda”, salientou ainda Mariana Marques, inicialmente considerado um exemplar de lagarto espinhoso do Kaokoveld (Cordylus namakuiyus), espécie da província do Namibe descrita em 2016.

Na expedição seguiam também colegas de várias instituições portuguesas e norte-americanas, do Instituto da Biodiversidade e Áreas de Conservação (INBAC) e do Ministério do Ambiente de Angola.

Recorde-se que Mariana Marques publicou em setembro de 2018, o Atlas sobre os anfíbios e répteis de Angola publicado 123 anos depois da sua primeira versão, considerada uma obra de referência fundamental para o estudo da biodiversidade do país, um dos mais biodiversos do continente, com dados para quase 400 espécies diferentes. Atualmente é estudante de doutoramento do CIBIO-InBIO, e curadora assistente da Colecção de Herpetologia do Museu Nacional de História Natural e da Ciência de Lisboa.

Publicado em 08.10.2019