Home / Canais / Academia
Polónia mostrar-se na UÉ através da arquitectura

 

Jacek Junosza Kisielewski, Embaixador da Polónia em Portugal, acompanhado por Ana Costa Freitas, Reitora da Universidade de Évora, inaugurou no passado dia 6 de novembro a exposição "Polska, Arkitecture" patente ao público no Pólo dos Leões, Departamento de Arquitectura da Escola de Artes da Universidade de Évora.

 

Mas o que pode significar a presença pioneira de uma exposição de arquitetura contemporânea Polaca em Évora, e em Portugal? O tomar de consciência sobre uma produção arquitectónica pouco divulgada e discutida entre nós, e a possibilidade de relacionar a arquitectura com os domínios mais conhecidos da cultura Polaca como a música ou a literatura, onde a Polónia tem consubstanciado a compasso tão elevados exemplos?

Expressão de tal posicionamento é a exposição "Polska, Arkitecture", produzida pela Embaixada da Polónia em Portugal, e com a organização dos professores João Rocha, João Soares e Jorge Sá. Esta exposição apresenta 24 obras de arquitetura contemporânea construída nos últimos 10 anos na Polónia e representa o testemunho da possibilidade da arquitetura como elemento de transformação e simultaneamente como portadora de um carácter simbólico.

Como refere a curadora da exposição, Ewa P. Porebska, “a arquitetura na Polónia está a florescer” e os dois projetos para a requalificação da praça Szczecin, onde a população e a cidade sofreram uma das maiores violência da própria História, o Centro de Diálogo Przelomy do Museu Nacional em Szczecin (KWK PROMES) e o edifício da Filarmónica Mieczyslaw (Barozzi Veiga), são provavelmente a melhor prova.

No mesmo dia, os arquitetos Anna Szewczyk (Promes Architects) e Alberto Veiga (Barozzi Veiga) proferiram uma conferência na Biblioteca Jorge Araújo (antiga biblioteca dos Leões), localizada na Escola das Artes e enquadrada no projeto de reutilização da antiga Fábrica dos Leões efetuado pelos arquitetos Inês Lobo e Ventura Trindade.

Publicado em 08.11.2019