Home / Canais / Academia
IV jornada de cultura espanhola celebrada na UÉ

Sala cheia para celebrar a quarta edição das jornadas de cultura espanhola que decorreu durante a manhã do dia 27 de novembro. Num mundo cada vez mais globalizado, no qual os intercâmbios culturais ganham importância, a UÉ surge como a instituição de Ensino Superior que mais aposta na difusão da cultura espanhola.

Évora é uma cidade que se situa geograficamente no eixo entre Portugal e Espanha e, neste sentido, a UÉ funciona como elo de ligação entre os dois países a nível académico, principalmente com a região da Estremadura. Atualmente, 200 alunos da UÉ frequentam aulas de espanhol, o que representa um valor acrescido que permite que os alunos ampliem os seus horizontes tanto a nível académico como laboral. Neste sentido, Antonio Sáez Delgado, representante do Departamento de Linguística e Literatura da UÉ, afirmou que “as fronteiras dividem, mas também podem ser utilizadas para unir povos, motivo pelo qual se realizam estas jornadas.”

Entre os oradores estava Mario Bedera, Conselheiro de Educação na Embaixada de Espanha em Portugal, que reforçou a importância do domínio tanto do português como do espanhol como forma de abrir janelas de oportunidades para os alunos, neste que é um mundo globalizado. “Falamos de dois países vizinhos e de duas línguas próximas, no qual ocorre um processo de simbiose. Juntas não somam, multiplicam-se. A iberofonia é uma potência mundial, por isso devemos fomentar esta colaboração mútua.”, concluiu.

Já Iñaki Abad, Diretor do Instituto Cervantes de Lisboa, defendeu que “a comunicação é a base mais sólida para a paz e para o progresso”, afirmando que é essencial que as universidades apostem numa partilha de idiomas, tal como é o exemplo da UÉ. Para Iñaki Abad, os países aproximam-se, aproximando-se as suas gentes, e esta união começa pelo conhecimento dos distintos idiomas através de um intercâmbio de culturas. “O mundo só avança graças ao conhecimento e a linguagem é a base deste processo”, afirmou.

Durante a tarde, a partir das 15h30 na sala 296 do Colégio do Espírito Santo, será realizado um workshop de representação no âmbito desta IV jornada de cultura espanhola, intitulado de “Bichos raros: un taller de creación colectiva en torno a Federico García Lorca y la diversidad”.

 

Publicado em 27.11.2019