Home / Canais / Academia
UÉ na nova estação de monitorização polínica no IPMA, em Lisboa

O IPMA tem, a partir do dia 12 março 2020, um novo captador polínico integrado na Rede de Monitorização de Pólen em Portugal, operada pelo Instituto de Ciências da Terra e da Atmosfera, por investigadores da Universidade de Évora, da Universidade do Porto e do Instituto Politécnico da Guarda.

Estas estações polínicas estão associadas à Rede Europeia de Alergénios (EAN) e são uma fonte de dados, observados, de extrema importância para a atividade efetuada no âmbito do projeto CAMS23 que tem por objetivo gerar previsões do risco de exposição a pólen. 

Esta informação constitui uma ferramenta relevante de consulta pública, muito útil para investigadores, responsáveis municipais, profissionais de saúde, pessoas com patologia alérgica e público em geral. Também é bastante importante para a preservação do ecossistema através da monitorização dos fluxos polínicos de espécies invasoras e da floresta, bem como do efeito das alterações climáticas nas plantas.

Publicado em 18.03.2020