Home / Canais / Academia
Organizadores (nacionais) e voluntários | Conferência "Bird Numbers 2019".
Conferência do European Bird Census Council decorreu na UÉ

A nova versão online do portal EuroBirdPortal, foi apresenda no dia 9 de abril, na 21.ª Conferência do European Bird Census Council, que decorreu na Universidade de Évora (UÉ). Pela primeira vez no nosso país, é considerada umas das mais prestigiadas conferências a nível mundial no domínio da ecologia de aves e de indicadores do ambiente.

Os mapas da nova versão online do EuroBirdPortal são semanalmente atualizados o que permite aos investigadores acompanhem as deslocações de aves praticamente em tempo real. Os mapas mostram a distribuição ao longo do ano de 105 espécies de aves na Europa, registando-se nos últimos 30 anos, uma perca de 421 milhões destes animais.

João Rabaça, Professor do Departamento de Biologia e investigador do ICAAM, mostrou-se satisfeito pela presença de um número “bastante apreciável de jovens investigadores” o que “traduz um sinal de esperança relativamente ao futuro nestas questões”, sublinhando a importância deste portal de “ciência cidadã que pretende expressar de forma gráfica e apelativa as dinâmicas temporais de diversas espécies de aves migradoras no espaço europeu”. Um projeto assente na complicação de registos efetuados por voluntários que colocam informação nas diferentes plataformas on line, que conta entre outros, com o envolvimento da Universidade de Évora.

O workshop do Segundo Atlas Europeu das Aves Nidificantes com lançamento previsto para breve foi outro momento realçado pelo investigador da UÉ, uma vez que, “o primeiro atlas foi feito nos anos 90 e foi o primeiro projecto a olhar para a Europa como um todo e a perceber qual é a distribuição das diferentes espécies de aves”, explicou João Rabaça indicando que o caso da águia-imperial-ibérica, nativa da Península Ibérica, é uma das mais ameaçadas da Europa.

João Rabaça, realçou ainda que os resultados do projeto pan-europeu, também discutido na UÉ, mostram situações diversas, mas um aspecto marcante é o decréscimo e em aluns casos assentuado de espécie de aves associadao aos meio agrícolas, no sentido amplo do termo. De realçar que mesmo as aves comuns o número "têm vindo a descer, o que é um sinal de que algo de menos positivo está a acontecer em termos de biodiversidade nestes ecossistemas".

A nível nacional, os dados estão alinhadas com o padrão, nomeadamente em Espanha e outras regiões do sul da europa, "onde de um modo geral não é muito distinto do que está a acontecer no resto da europa", ainda assim "são necessários dados mais concretos e outro tipo de análise".

Para o coordenador doEuroBirdPortal, Gabriel Gargallo, uma das grandes vantagens deste portal é que os investigadores têm "pratiamente em tempo real, toda a conetividade dos dados centralizados"sublinhando que as alterações climáticas "estão a ter repercussões no número de aves". Gabriel Gargallo, está certo  “que esta versão melhorada contribui para a perceção do valor dos dados recolhidos pelos portais ao longo da Europa, bem como da importância da partilha das observações de aves. A visualização dos padrões de distribuição das aves à escala do continente Europeu só é possível graças ao contributo de 100.000 observadores voluntários que partilham os seus registos".

António Candeias, Vice-Reitor da UÉ, considerou ser “grande prazer" receber nesta Universidade este evento científicos "tão relevante em áreas que se relacionam com áreas estratégicas da UÉ, nomeadamente o Meio Ambiente, Conservação da Natureza e Biodiversidade", que, "aliado às questões agrícolas, ocupam um espaço muito importante em termos de ensino e de investigação”. "O  reconhecimento internacional da UÉ nesta área da biodiversidade e da conservação da natureza tem permitido uma crescente participação em iniciativas desta natureza" sublinhou ainda o Vice-Reitor da UÉ. 

Publicado em 15.04.2019