Home / Prémios & Distinções
Arquitectura paisagista da UÉ premiada em concurso mundial

O projeto “ET STED Å VÆRE”, desenvolvido por alunos do terceiro ano da licenciatura em arquitectura paisagista da Universidade de Évora (UÉ) foi premiado no 56th IFLA World Congress 2019, um concurso mundial que decorreu em Oslo (Noruega), entre 18 e 20 de setembro.

Os alunos Marta Terlim, Pedro Casalta e Ricardo Pala, desenvolveram o projeto que alcançou o terceiro lugar entre as 254 candidaturas a concurso, oriundas de 15 países, sendo que, os alunos da Universidade de Évora são os únicos europeus no pódio, que é dominado pela China.

O “elevado grau de maturidade” do projeto foi sublinhado por Paula Simões e por Aurora Carapinha, Professoras do Departamento de Paisagem, Ambiente e Ordenamento da Escola de Ciências e Tecnologia da UÉ, mencionando que a estrutura apresentada “é simples e clara, decorre da topografia e da articulação com a envolvente. Fundamentados na história do lugar e no carácter do lugar definem as farm houses como uma nova centralidade, onde o novo anfiteatro e a galeria comercial proposta potenciam uma utilização mais intimista, que propositadamente surge desligada da grande praça”. A grande clareira, a praça central, “garante a polivalência e nasce dos vários planos verticais que se vão moldando de modo a oferecem diferentes espacialidades à comunidade”, acrescentam.

Para as professoras da UÉ este resultado, “premeia o empenho, e o esforço dos alunos que abraçaram o enorme desafio proposto a uma turma de 3º ano, bem como o reconhecimento internacional do trabalho desenvolvido na formação em Arquitectura Paisagista da Universidade de Évora, em especial, na importância que este curso confere ao ensino e do trabalho transdisciplinar”.

A proposta foi lançada pela arquitecta paisagista Paula Maria Simões (docente coordenadora da unidade curricular Teoria e Projetos de Arquitetura Paisagista V), aos estudantes do 3º ano da licenciatura em Arquitectura Paisagista da UÉ para que se apresentassem ao referido Concurso Mundial para Estudantes de Arquitetura Paisagista, com os trabalhos desenvolvidos ao longo do semestre.

A participação dos estudantes de licenciatura em Arquitectura Paisagista da Universidade de Évora, num concurso mundial, a par de tantas outras instituições que ensinam AP por todo o mundo, permitiu-lhes, também aqui, “reflectir sobre a transformação urbana, a mobilidade verde, a necessidade de desenhar paisagens social, cultural, e ecologicamente equilibradas para a comunidade, agora sob o tema lançado pela organização, “Common Ground”, tema este com qual há muito tempo a Arquitectura Paisagista da Universidade de Évora se identifica e com que tem trabalhado”.

Os alunos submeteram as suas candidaturas, apesar da disparidade de recursos técnicos ao dispor dos alunos, da exigência do contexto económico e sócio-cultural – outro país, outra língua e uma visão distinta da mediterrânica -, da diferente abordagem de projecto, do recurso a ferramentas contemporâneas de comunicação (não usadas ainda no 3.º ano da licenciatura), da exigência de capacidade de síntese e de sistematização de conteúdos (escritos e gráficos) para cumprir com os requisitos de candidatura.

Assim, com o apoio dos docentes dos módulos disciplinares Aurora Carapinha, Rute Sousa Matos, Ema Pires, João Bernardo (que integram aquela unidade curricular), e dos profissionais Nuno Almeida, Lília Coelho, e Gonçalo Duarte Gomes (convidados a apreciarem os trabalhos), foram apresentadas 3 propostas com os seguintes títulos: - GRØNVOLD PARK | alunos concorrentes: Nuno Paulo, Ana Catarina Pires e Diogo Silva. - GRØNVOLD CONNECTION | alunos concorrentes: Mafalda Alvo, Beatriz Cardoso, Ana Rita Cruz e Cária Catronga - ET STED Å VÆRE | alunos concorrentes: Marta Terlim, Pedro Casalta e Ricardo Palha

Refira-se que a International Federation of Landscape Architects (IFLA) é uma organização mundial que representa a profissão de arquiteto paisagista pelo mundo: 76 associações nacionais de África, América, Europa e Ásia-Pacífico e a região emergente do Médio Oriente.

A IFLA promove a importância que a Arquitetura Paisagista tem no mundo. Oficialmente representa cerca de 25.000 profissionais. Estima-se que o número real de arquitetos paisagistas seja o triplo daquele. A IFLA Europa prepara e promove temas, discussões e concursos que demonstram como a arquitetura paisagista, com a sua visão holística, propõe acções que garantem um futuro sustentável e culturalmente rico e diverso (nomeadamente, as alterações climáticas e as demográficas). É a principal promotora das políticas, directrizes e acordos de paisagem da UE e do Conselho da Europa.

Através da IFLA Europa são disseminadas iniciativas que facilitam o intercâmbio de informações e de conhecimento que proporcionam a excelência da prática profissional, da educação e da investigação, de forma a se atingir uma Europa culturalmente rica, diversificada e sustentável.

Publicado em 19.09.2019