Home / Prémios & Distinções
Ana Curto, Alumni UÉ, vence prémio APA

Ana Curto, alumni de Biologia e colaboradora do Laboratório de Antropologia Biológica da Universidade de Évora (UÉ), foi distinguida com o prémio APA (Associação Portuguesa de Antropologia), na categoria IB: Texto Científico – Jovens Antropólogos (Antropologia Biológica/Forense).

Dentro da categoria IB, Ana Curto, também investigadora do CIAS (Centro de Investigação em Antropologia e Saúde da Universidade de Coimbra), obteve o primeiro lugar com o texto científico Effect of different healing stages on stable isotope ratios in skeletal lesions, do qual Anne-France Maurer, Cristina Barrocas-Dias (investigadoras do Laboratório HERCULES da UÉ) e Teresa Fernandes (diretora da Licenciatura em Biologia Humana da UÉ), são também coautoras.

O stress fisiológico é um dos vários fatores que podem ter impacto nas relações estáveis de isótopos, contudo, o seu efeito nas relações isotópicas estáveis de colagénio ósseo ainda não está totalmente esclarecido. Desta forma, este estudo pretendia avaliar como diferentes estádios de doença podem afetar as relações isotópicas estáveis do colagénio ósseo. Este artigo científico sugere, em modo geral, e após avaliação das razões isotópicas de carbono e nitrogénio em 33 esqueletos, que dados estáveis de isótopos podem contribuir com informações sobre doenças no passado, bem como com a resposta de um indivíduo a doenças na ausência de medicina moderna e de antibióticos.

A terceira edição dos prémios APA foi realizada no passado dia 21 de fevereiro, durante a Conferência Anual Raúl Iturra, que teve lugar no Auditório Óscar Soares Barata do ISCSP-ULisboa.

Recorde-se que a APA tem como missão promover o saber antropológico e defender o valor das competências científicas e profissionais ligadas à formação em antropologia.

 

 

Publicado em 28.02.2020